irreparable dream
Sonhos de papel. @divineintention




posted : sexta-feira, 8 de outubro de 2010
title : Forever Alone.

O sonho fora surreal. Como a maioria de todos os sonhos. Por isso são sonhos.
Os cabelos levemente cacheados, em um castanho claro mel, caídos sobre as íris azuis da garota. Seu olhar era cabisbaixo e sem orientação. Suas mãos tremiam de um medo desconhecido. Seu vestido de cetim rosa bebê dançava com o vento em uma melodia sem fim. No seu olhar, a dor de não ser amada. A dor do não correspondido. Como uma carta sem remetente.
O som do movimento intermitente das ondas do mar lhe enchia os ouvidos enquanto as lágrimas salgadas invadiam seu rosto. Tudo por um simples erro. Simples palavras. O dom desconhecido.
Um simples borrão branco atingiu sua mente, e ela acorda ofegante buscando em seu rosto as lágrimas. Despertando daquele pesadelo que mais parecia um sonho por tanta beleza física. Foi aí que a garota achou a chave. Tudo que é físico, sem o sentimental: Não passa de um pesadelo.

Por Manuela Leal. @divineintention
1 Comentários

1 Comentários:

Às 11 de outubro de 2010 18:11 , Blogger Radar disse...

Já tive um sonho assim, Manu. Foi horrível.

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial